A bruxa está solta na Ubook

Entre o pôr do sol do dia 31 de outubro e o alvorecer do dia 01 de novembro acontece a Noite Sagrada. Nesse intervalo de tempo, os espíritos dos mortos retornam com a missão de visitar seus antigos lares e guiar seus amigos e familiares para outro mundo, lugar onde não há fome nem dor. Assim acreditavam os celtas, povo que habitava a Gália (onde hoje é a França) e as ilhas da Grã-Bretanha entre 600 a.C. e 800 a.C. Em homenagem a essa noite, eles celebravam a Festa dos Mortos, pela honra de todos os santos.

31_10-Halloween-Materia-Blog

A festa, originalmente celebrada no dia 13 de maio, foi transferida para o dia 01 de novembro pelo Papa Gregório III, pois o Dia de Finados também era celebrado nesse dia, quando os católicos homenageavam seus mortos. A noite da véspera, dia 31 de outubro, passou a ser chamada de Noite de Todos os Santos.

Por volta dos séculos XIV e XV, as fantasias foram incorporadas à festa na França. A famosa tradição da distribuição de doces às crianças se originou de um costume medieval praticado no Dia de Finados, quando as crianças batiam de porta em porta pedindo o “bolo das almas” em troca de uma oração pelas almas dos familiares falecidos de quem os presenteavam com guloseimas. Já a decoração funesta, vem da crença de que tais artifícios teriam o poder de afastar os maus espíritos.

Desse misto de tradições, nasceu o Halloween – ou o Dia das Bruxas, como é conhecido nos países de língua portuguesa. Conhecidas popularmente por uma aparência medonha, por voarem em vassouras e lançarem feitiços, as protagonistas dessa celebração são personagens recorrentes nas obras de ficção. Características das bruxas, como voar em vassouras, ter um gato — normalmente preto — como animal de estimação, fazer poções mágicas, além da capacidade de ver o futuro em bolas de cristal, são reforçadas na literatura, o que ajuda a construir o imaginário popular em torno de tais figuras.

Agora que você já sabe um pouco sobre as origens dessa festa macabra e divertida, que tal entrar no clima sombrio e aproveitar algumas dicas de audiobooks para ouvir? Dê uma olhada na nossa seleção:

1. Antologia de Hallowen

2. Contos de suspense e terror

3. Drácula

4. Invocadores do mal

5. Mistério em Chalk Hill

6. O jogo da moeda

7. Solomon Kane

 

Naiara Cremasco

Um audiolivro arrepiante na Semana das Bruxas no Ubook

O Dia das Bruxas, ou Halloween para os americanos, torna-se cada vez mais popular mundialmente. Seu nome deriva de All Hallows’ Eve, e designa a noite anterior ao Dia de Todos os Santos, que é celebrado em 1° de novembro. Os historiadores apontam que a celebração surgiu do festival celta de Samhain (termo que significa “fim do verão”), que comemorava o fim das colheitas e era marcado por grandes fogueiras. Nos dias atuais, a data marca o fim do verão no hemisfério norte, celebra os mortos e brinca com os medos e fantasias ancestrais dos humanos.

A literatura, assim como outras artes como o cinema e a pintura, também se vale destes medos, utilizado nos gêneros intitulados “terror” ou “horror”, para produzir em seus leitores ou espectadores a inquietação provocada pelo sobrenatural ou inexplicável.

Nesta semana de Halloween, o Ubook preparou um presente especial para os fãs do gênero, trazendo alguns exemplos de autores mestres em produzir esta atmosfera na Antologia de Halloween.

Quer saber mais sobre este especial?

A pré-produção começou com o garimpo dos contos que fariam parte dessa antologia. Nosso conselho editorial avaliou várias histórias dos mais diversos escritores, até chegarmos a estes 8 clássicos do terror dos séculos XIX e XX, de alguns dos mais marcantes autores do gênero: Bram Stocker, Edgar Allan Poe, H. P. Lovecraft e Rudyard Kipling. Feita a seleção, foi a vez de traduzirmos o conteúdo, com a preocupação de manter a qualidade do original. Em seguida veio a escolha das vozes, a gravação e revisão do áudio e por fim o toque especial deste projeto: a sonorização – que dá um sabor diferente ao que está sendo narrado.

Os autores selecionados:
Bram Stocker – nasceu em Dublin na Irlanda em 1847. Seu mais famoso livro, Drácula é considerado uma obra-prima do gênero do terror, traduzido para vários idiomas, foi parar diversas vezes nas telas do cinema. O vampiro mais famoso do mundo até hoje aterroriza e encanta os fãs do horror.
Edgar Allan Poe – nasceu em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos, em 1809. Criador do detetive Auguste Dupin, de Assassinatos da Rua Morgue, ele participou do movimento romântico americano. Poe trouxe à tona temas sombrios em seus contos, como a morte.
H. P. Lovecraft – nasceu em 1890 nos Estados Unidos. É considerado um revolucionário do gênero do terror ao acrescentar elementos dos gêneros de ficção cientifica e fantasia as suas histórias. Dizem que várias de suas obras foram baseadas em pesadelos que o atormentavam.
Rudyard Kiplling – nasceu em 1865 na Índia. Prêmio Nobel de literatura de 1907. Suas histórias tem a Índia, colônia inglesa, como cenário e inspiração para obras que tem o sobrenatural como personagem principal.

Curte sentir uns arrepios enquanto escuta um audiolivro? Escute a Antologia de Halloween e divirta-se!